Tranduza (Translate)

Mostrando postagens com marcador Tosse. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Tosse. Mostrar todas as postagens

domingo, 29 de maio de 2016

7 Tipos de Tosse e o que Elas Podem Significar e Receita Natural de Xarope para Tosse

coughing causes
Tradução do artigo do Dr. Mercola de 06 de maio de 2015 em 29 de maio de 2016
A tosse é um sintoma, não uma doença em si, que é frequentemente indicativo de uma doença subjacente. A tosse pode acompanhar um resfriado comum, por exemplo, ou ser devido a alergias, doença pulmonar, ou até mesmo problemas gastrointestinais.

  Embora as causas sejam variadas, a razão pela qual você tosse é para auxiliar seu corpo a se livrar de material estranho ou muco de seus pulmões e das passagens das vias aéreas superiores. É um dos mecanismos de proteção do seu corpo projetado para mantê-lo respirando com facilidade. Às vezes, é fácil determinar por que você está tossindo, mas também pode ser um mistério.

  Ao prestar atenção nos detalhes - o som de sua tosse, por exemplo, juntamente com sintomas que a acompanham - muitas vezes você pode identificar a causa, que é importante para direcioná-lo ao caminho da recuperação. A seguir, estão sete razões comuns para uma tosse e o que fazer a respeito dela
.1

7 Razões Comuns para a Tosse


1. Gotejamento Pós-nasal
O frio ou alergias podem fazer com que o muco escorra por sua garganta abaixo. Este gotejamento pós-nasal pode tocar em terminações nervosas, levando a quer uma tosse seca ou a uma com catarro.

 Uma tosse devido ao gotejamento pós-nasal será geralmente pior à noite, e você também pode ter uma coceira ou sensação de cócegas na parte de trás de sua garganta. Se alergias estiverem causando o gotejamento pós-nasal, você também pode ter coceira nos olhos e espirros.

 Se você tiver gotejamento pós-nasal acompanhado de congestão, pressão no seu rosto, sintomas do resfriado com duração superior a 10 dias, e muco espesso verde ou amarelo, você poderia ter uma infecção do sinus (infecção dos seios paranasais ou sinusite). Neste caso, irrigar seus seios paranasais pode ajudar.

 Em um estudo de 2007 de pesquisadores da Universidade de Michigan Health System, a irrigação salina foi demonstrada diminuir a congestão nasal mais eficaz mente do que sprays com solução salin
a.2
Parece funcionar diluindo o muco, reduzindo o inchaço em suas passagens nasais, e removendo detritos, bactérias, alérgenos e substâncias inflamatórias do seu nariz, portanto, diminuindo o inchaço que torna mais difícil respirar.

 Para fazer sua própria solução salina sem conservantes, basta adicionar uma colher de chá do sal Rosa do Himalaia ou sal marinho (integral) a um litro de água destilada. Certifique-se de usar uma solução salina que não contenha benzalcônio, um conservante que pode prejudicar a sua função nasal e pode pinicar e queimar.
2. Asma
A tosse seca juntamente com um som barulhento ou de chiado é frequentemente um sinal de asma. Nesta condição, suas vias aéreas se tornam inflamadas, levando à uma respiração ofegante, tosse e dificuldade de respirar. A tosse devido à asma geralmente piora durante a noite ou durante exercícios (físicos). Pode ser acompanhada de aperto no peito, falta de ar e fadiga.

 Se você tem asma, sugiro pesquisar o Método Buteyko, que ensina como trazer o seu volume de respiração de volta ao normal, ou, em outras palavras, para reverter o que é chamado de hiperventilação crônica ou overbreathing crônica (respirar mais ar do que a norma médica).

 Quando sua respiração é normal, você tem uma melhor oxigenação dos tecidos e órgãos. Otimizar tanto a sua saúde intestinal quanto seus níveis vitamina D também deveriam estar no topo da sua lista, se você está sofrendo de asma
3. DRGE (Doença do Refluxo Gastroesofágico)
Após a passagem do alimento através de seu esôfago até o estômago, uma válvula muscular chamada de esfíncter esofágico inferior ( EEI) fecha, impedindo que alimentos ou ácido voltem. A DRGE, também por vezes referida como refluxo ácido, ocorre quando o EEI relaxa inapropriadamente, permitindo que o ácido do estômago flua (refluxo) de volta a seu esôfago. DRGE pode causar, uma tosse espasmódica seca. Na verdade, a DRGE é a segunda causa mais comum de tosse crônica.3 Conforme relatado pelo GI Motility:4
"O refluxo gastroesofágico ... pode afetar o pulmão e é uma causa de tosse subaguda e crônica. O esôfago e o pulmão compartilham a origem da parte superior do intestino embrionária e a inervação vagal "
A tosse associada à DRGE é provável que se torne pior quando você está deitado ou comendo. Ela pode estar associada a outros sintomas de DRGE, tais como azia, mas em 75 por cento dos casos, tosse crônica é o único sintoma. Convencionalmente, acredita-se que a DRGE seja causada por uma quantidade excessiva de ácido no estômago, razão pela qual medicamentos bloqueadores de ácido (antiácidos) são normalmente prescritos ou recomendados. No entanto, a DRGE é um sintoma mais comumente relacionado à hérnia de hiato e / ou Helicobacter pylori (H. pylori)

 
O problema também tipicamente é resultado de se ter pouquíssimo ácido no estômago, razão pela qual drogas como inibidores da bomba de prótons (IBPs) normalmente apenas perpetuam o problema e pioram a DRGE. Por fim, a resposta à azia e à indigestão ácida é restaurar o seu equilíbrio gástrico natural e sua função.


Comer grandes quantidades de alimentos processados e açúcares é uma maneira infalível para agravar a DRGE, uma vez que irá perturbar o equilíbrio bacteriano no estômago e no intestino. Em vez disso, você deveria comer muitos vegetais e outros alimentos não processados de alta qualidade, de preferência orgânicos. Além disso, elimine alimentos de sua dieta que são gatilhos para a DRGE. Os culpados comuns aqui incluem a cafeína, o álcool e produtos à base de nicotina. Em seguida, você precisa ter certeza de que você está obtendo bactérias benéficas suficientes de sua dieta.
Isso vai ajudar a equilibrar sua flora intestinal, que pode ajudar a eliminar as bactérias H. pylori, naturalmente, sem recorrer a antibióticos. Isso também irá ajudar na digestão e na assimilação de seu alimento. Idealmente, você deve obter seus probióticos de alimentos fermentados. Se você não está comendo alimentos fermentados, você provavelmente terá que suplementar com um probiótico regularmente.
Outra opção se você tem pouquíssimo ácido no estômago é tomar um suplemento de cloridrato de betaína, que está disponível em lojas de alimentos saudáveis sem receita médica (nos EUA). Você deve tomar quantas cápsulas forem necessárias para obter a menor sensação de queimação e, em seguida, diminua em uma cápsula. Isso ajudará o seu corpo a melhor digerir a comida e também irá ajudar a matar H. pylori e a normalizar os seus sintomas.
4. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC)
Se você está tossindo cronicamente e expelindo muito muco (especialmente na parte da manhã) a tosse pode ser devido a DPOC. Tipicamente, a tosse será pior na parte da manhã e irá se amenizar ao longo do dia. Você também pode sentir falta de ar (especialmente durante a atividade física), respiração ofegante, fadiga e aperto no peito.
Fumar é uma das principais causas de DPOC, que inclui tanto o enfisema e como a bronquite crônica. No enfisema, os sacos de ar em seus pulmões, eventualmente perdem sua elasticidade e começam a piorar. A bronquite crônica ocorre quando há um inchaço nos revestimentos de seus pulmões e restringe sua respiração.
5. Tosse Associada à Medicação
Drogas conhecidas como inibidores da ECA, as quais são usados para tratar a pressão sanguínea elevada, podem causar uma tosse seca em cerca de 20 por cento dos pacientes. Se você notou a tosse algumas semanas depois de iniciar esta medicação, ela poderia ser a culpada.
Embora você não deva parar de tomar a medicação de pressão arterial sem orientação do seu médico, é importante estar ciente de que a pressão arterial elevada muitas vezes pode ser remediada com mudanças de estilo de vida. Se você for diagnosticado com pressão arterial elevada, estratégias alimentares serão cruciais para controlar os seus níveis (de pressão).
Uma das causas subjacentes primárias de pressão arterial elevada está relacionada ao seu corpo produzindo muita insulina e leptina em resposta a uma dieta rica em carboidratos (isto é, açúcar elevado) e em alimentos processados.
Evitar alimentos processados (devido ao fato de serem ricos em açúcar / frutose, grãos, gordura trans e outras gorduras danificadas e sal processado) é a minha recomendação número um, se você tem pressão arterial elevada. Um programa de condicionamento físico abrangente é outra estratégia que pode melhorar a sua pressão arterial e saúde do coração, sem recorrer a medicamentos. 
6. Pneumonia
A Pneumonia começa como uma tosse seca, mas avança para uma tosse com muco amarelo, verde ou vermelho. A tosse pode ser acompanhada de febre, calafrios, dificuldade para respirar ou dor ao tossir ou respirar profundamente. Sempre que você expectorar um excesso de muco e catarro, cuspa-os, em vez de engoli-los, pois engolir muco em excesso pode causar irritação no estômago.
A maioria das pessoas com pneumonia pode se recuperar com segurança em casa bebendo bastante líquido e ficando em repouso. No entanto, em casos graves, em idosos ou em crianças pequenas, pneumonia podem necessitar de hospitalização para receber fluidos, tratamentos respiratórios e oxigenoterapia. A pneumonia pode ser causada por um vírus ou bactérias. Embora os antibióticos são dadas às vezes, eles não serão eficazes contra a pneumonia viral.
7. Coqueluche (Pertussis)
 A coqueluche provoca uma tosse grave que termina com um som convulso conforme você inspira. Nos EUA, de 1 de Janeiro a 16 de junho de 2014, houve cerca de 10.000 casos de coqueluche ou tosse convulsa confirmados pelos Centros de Controle e de Prevenção de Doenças (CDC). Este é um aumento de 24 por cento em comparação com o mesmo período de tempo em 2013.5 O CDC afirma que a melhor maneira de prevenir a coqueluche é vacinar-se, mas isto merece um olhar mais atento.
Os dados CDC mostram que 84 por cento das crianças com menos de 3 anos de idade receberam pelo menos quatro doses de DTaP e, no entanto, apesar desta alta taxa de vacinação, a tosse convulsa ainda se mantém circulando entre os indivíduos vacinados e não vacinados. A vacina é claramente ineficaz, e não só está falhando em prevenir a tosse convulsa nos EUA. No Reino Unido, os investigadores semelhantemente revelaram que quase 20 por cento das crianças completamente vacinadas ainda contraéram a coqueluche.6

Se você acha que está com coqueluche, você deve procurar atendimento médico imediatamente, especialmente se ocorrer em uma criança. No entanto, existem alguns tratamentos naturais que podem ajudar (e certamente não irão te prejudicar) .7
  • Evite alimentos formadores de muco, tais como leite, farinha e ovos, bem como o açúcar
  • Coma alimentos leves, como vegetais, sopas com alho, chás (de ervas)
  • Os remédios homeopáticos para a tosse convulsa incluem Coccus cacti e o nosódio Pertussin. Drosera é recomendada para tosse ataques seguidos de engasgos, náusea ou vômitos. Cuprum pode ser indicado para tosse ataques seguidos de falta de ar, dificuldade respiratória ou que terminam em exaustão
  • Pastilhas de casca de cereja selvagens podem acalmar sua garganta
  • Mantenha-se bem hidratado
  • Tome até 5.000 miligramas de vitamina C por dia, durante sete dias
  • Mantenha seu quarto e casa bem ventilados e livres de fumaça
  • Use um umidificador de ar com óleos essenciais (tente manjericão, chipre, manjerona, tomilho, wintergreen, árvore do chá, cânfora, lavanda, camomila, hortelã-pimenta ou eucalipto)
  • Massageie com óleos essenciais e com um óleo carreador (como o óleo de coco) o peito ou as costas do paciente
  • A acupuntura pode ser benéfica (e os seus efeitos para a tosse convulsa são reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde)
  • Descanse e evite fazer esforço
  • Organize travesseiros para que o paciente possa ficar mais vertical (com a cabeça mais elevada) durante o sono
  • Ferva raiz de gengibre fresco em água por 20 minutos, em seguida, adicione a água para fazer um escalda-pés por até 20 minutos
  • Aqueça uma panela de água até a fervura, em seguida, adicione algumas gotas de óleo (essencial) de tomilho. Faça com que o paciente inspire o vapor da panela (cobrir sua cabeça com uma toalha, tomando cuidado para evitar queimaduras)
  • Mantenha sua pele hidratada através da massagem com o óleo de coco diária

 A Tosse Pode Levar Mais de Duas Semanas para Passar


Um relatório publicado no Annals of Family Medicine revelou que a média dos adultos dos EUA acredita que uma tosse dura em média cerca de sete a nove dias. Na realidade, a tosse dura em média cerca de 18 dias.8 Essa incompatibilidade entre a expectativa dos pacientes de quanto tempo uma tosse deve durar, muitas vezes leva a idas ao médico ... e a pedidos de antibióticos, se uma tosse dura mais de uma semana. Mark Ebell, um médico de família e professor associado de Saúde Pública da Universidade da Geórgia, disse ao USA Today9
"Eu frequentemente atendo pacientes que entram e têm estado doentes por quatro ou cinco dias e dizem 'cara, eu realmente preciso de um antibiótico -. Eu não estou melhorando" 
Na realidade, a maioria das tosses agudas são devido a doenças virais, como gripes e resfriados, nos quais os antibióticos não ajudam. Quando os médicos prescrevem antibióticos para condições desnecessárias, várias consequências negativas acontecem. Em primeiro lugar, o uso indiscriminado de antibióticos promove a mutação natural das bactérias comuns, por fim, resultando na criação de novas e resistentes cepas (de bactérias). Você também corre o risco de ter uma reação adversa a qualquer momento que você tomar um antibiótico, e antibióticos também causam um desequilíbrio no microbioma do seu corpo. Os antibióticos são prescritos desnecessariamente mais vezes que você poderia imaginar.
   
Parte do orçamento do CDC de 2016 inclui dinheiro para desenvolver programas de vigilância da prescrição (de medicamentos) em cada estado, como muitos estados atualmente nem sequer coletam dados sobre a resistência antimicrobiana. Conforme relatado pelo Reuters: 10

"Mais da metade de todos os pacientes hospitalizados tomarão um antibiótico em algum momento durante a sua estada, mas os estudos mostraram que 30 a 50 por cento dos antibióticos prescritos nos hospitais são desnecessárias ou incorretos, contribuindo para a resistência aos antibióticos. Reconhecendo que a maior parte do uso indevido de antibióticos ocorre fora dos hospitais, o plano da Casa Branca dá aos médicos que participam do Medicare ou Medicaid três anos para começar a relatar os suas prescrições de antibióticos com incentivos financeiros e penalidades anexadas ".
A educação parece um pouco útil para ajudar neste problema. Em um estudo, quando as práticas médicas usaram folhetos e cartazes  impressos ou orientações informatizadas para desencorajar o uso de antibióticos para a tosse, as taxas de prescrição diminuiram em 12 por cento e 13 por cento, respectivamente.11

O que Funciona para Aliviar a Tosse?


A maioria dos menos complicados resfriados, que muitas vezes levam às tosses, duram entre oito a nove dias, mas cerca de 25 por cento duram duas semanas, e 5-10 por cento duram três semanas. Quão rapidamente seu resfriado é curado tem muito a ver com os seus hábitos de vida em geral e o estado do seu sistema imunitário.
Geralmente, medicamentos vendidos sem prescrição para tosse e resfriado não irão proporcionar uma recuperação mais rápida. O mel, particularmente em sua forma crua (sem pasteurizar), é uma opção muito melhor. A Organização Mundial de Saúde (OMS) lista o mel como um demulcente, que é uma substância que alivia a irritação na boca ou na garganta, formando um filme protetor.12
A pesquisa mostra que o mel funciona tão bem como o dextrometorfano, um ingrediente comum em medicamentos para a tosse, para acalmar a tosse e  dificuldades relacionadas ao sono devido às infecções do trato respiratório superior em crianças.13 A Associação de Consumidores Orgânicos também publicou esta receita simples de xarope de mel e limão para tosse que é útil de se ter a mão se uma tosse incômoda atacar.14 (Pais não devem dar mel a uma criança menor de 1 ano de idade; bebês menores do que isto, correm risco de ter botulismo devido ao mel)
Xarope de Mel e Limão
O limão auxilia a promover a saúde através da rápida alcalinização do seu corpo e o mel matará a maioria das bactérias, enquanto acalmará sua garganta. Esta é uma escolha perfeita de um remédio rápido para a tosse.
  1. Coloque meio litro de mel cru em uma panela no fogão em fogo baixo (Não ferver o mel, pois isso muda suas propriedades medicinais).
  2. Pegue um limão inteiro e deixe ferver um pouco de água em uma panela separada por 2-3 minutos, tanto para suavizar o limão, como para matar todas as bactérias que possam estar em sua casca. 
  3. Deixe o limão esfriar o suficiente para que possa manipulá-lo e o corte em fatias e o adicione ao meio litro de mel no fogão.
  4. Deixe que esta mistura cozinhe em fogo baixo por cerca de 1 hora.
  5. Em seguida, coe o limão do mel, certificando-se de que todas as sementes de limão sejam removidas.
  6. Deixe esfriar e, em seguida, armazene em um frasco com tampa e guarde na geladeira.
Este xarope durará 2 meses na geladeira. Para acalmar a tosse, tome ½ colher de chá para uma criança de 11 kg. 1 colher de chá para uma criança de 23 kg, cerca de 4 vezes ao dia ou tantas vezes quanto forem necessárias. Adultos podem tomar a dose de 1 colher de sopa.

Fonte:

http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2015/05/06/coughing-causes.aspx